Todos Os Post‎Últimas Notícias

Servidores evitam entrada de menor com documentação falsa na CPP de Aparecida

A adolescente tentava adentrar ao presídio para visitar seu companheiro e confirmou o pagamento de R$ 600, 00 pelo documento falso

Servidores da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Aparecida de Goiânia, unidade pertencente à 1ª Regional Prisional Metropolitana da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (Dgap), evitaram a entrada de uma menor de idade portando documentação falsa no presídio, no último domingo, 12. A adolescente, que tentava adentrar ao local em dia de visita, confirmou que pagou R$ 600,00 para conseguir o documento.

De acordo com o diretor regional, João Cláudio Vieira, após uma denúncia anônima,os agentes plantonistas aumentaram o rigor na identificação dos dados cadastrados dos visitantes, ocasião em que a menor foi conduzida à supervisão do local e, ao ser indagada sobre o fato, assumiu que pagou a quantia para conseguir o documento falso na intenção de conseguir visitar seu companheiro. 

A menor alegou não se recordar o nome da pessoa que lhe vendeu o documento, porém confessou que ela comprou o registro em Goiânia.

De imediato, a direção do local comunicou o conselho tutelar sobre o ocorrido e encaminhou a adolescente à delegacia para as providências legais, conforme normativas expressas em leis.

O rigor proposto no cadastro dos visitantes e nos procedimentos de revistas pessoais é resultado de medidas estabelecidas pelo governo do Estado por meio de diretrizes aplicadas pela Secretaria de Segurança Pública e pela Dgap. As ações proporcionam o aumento da segurança e inibem a prática de atos ilícitos.

O caso será averiguado pela direção da unidade por meio de procedimentos internos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar